quarta-feira, 25 de Junho de 2014

Execução Orçamental - Maio/2014

Continuo com os dados de uma soma móvel de 12 meses, para atenuar fatores extraordinários que possam desvirtuar um pouco os dados mês-a-mês.

Neste sentido, apresento alguns dos números que considero relevantes, relativamente aos últimos 12 meses terminados em MAIO2014 comparados com os dos últimos 12 meses terminados em MAIO2013:
  • Receita fiscal :  +2.612M€ ; + 25.9%  (o IRS continua a abrandar o crescimento)
  • Despesa corrente primária : - 2.787M€ ; -6.4% (parece acentuar a descida)
  • Saldo primário : + 297M€; (muito bom, continua positivo)
  • Juros : + 1.221M€ ; +20.4% (o valor de juros pagos parece estar num período de estabilização. Em maio, foram pagos menos 7.5M€ em juros que em maio do ano passado))

Os impostos IRS, IRC e IVA continuam a responder por grande parte da melhoria no saldo primário.

Por curiosidade, os juros CoCo bonds renderam 42.7M€ este ano, até final de maio.

No deve e no haver puramente financeiro, as contas tendem para o equilíbrio. Do ponto de vista da sociedade em geral, os desequilíbrios são ainda muito fortes (como o desemprego...) e vão tardar muito a voltar ao desejável.

Até breve!

terça-feira, 24 de Junho de 2014

Dívida Pública Portuguesa - MAI/2014

Dívida Pública Portuguesa total (Abr/2014) : 215.169.782.162


A dívida teve a seguinte variação média diária nos períodos indicados: 

2014 : + 30.030.342€ (últimos 12 meses terminados em Mai/2014)
2013 : + 26.667.217€
2012 : + 53.616.271€
2011 : + 63.331.160€
2010 : + 52.132.112€

2009 : + 39.133.457€

Este mês a dívida diminuiu cerca de  736M€, cifrando-se em 214.433.749.718€

A subscrição de certificados de aforro e poupança mais continua a bom ritmo. Nos últimos 12 meses, foram responsáveis por cerca de 23% do aumento da dívida, o que significa que uma parte substancial da dívida é poupança interna.

As disponibilidades em depósitos têm um delay de 30 dias, por isso não sei qual a dívida líquida. Suponho que sejam de cerca de 21.000.000.000€ e, por isso, estimo a dívida líquida em cerca de 193.000.000.000€, ou 117% do PIB

Até breve!

terça-feira, 27 de Maio de 2014

Resultados finais das europeias 2014

Erros nos valores das percentagens de cada partido mas acerto total na distribuição dos mandatos.
E por um preço infinitamente inferior ao pago pelas tv's e rádios...

Até breve!

domingo, 25 de Maio de 2014

quinta-feira, 22 de Maio de 2014

Execução Orçamental - Abr/2014

O Boletim de Execução Orçamental saiu há pouco.

Continuo com os dados de uma soma móvel de 12 meses, para atenuar fatores extraordinários que possam desvirtuar um pouco os dados mês-a-mês.

Neste sentido, apresento alguns dos números que considero relevantes, relativamente aos últimos 12 meses terminados em ABR2014 comparados com os dos últimos 12 meses terminados em ABR2013:
  • Receita fiscal :  +4.133M€ ; + 12.7%  (o IRS continua a abrandar o crescimento)
  • Despesa corrente primária : - 1.801M€ ; -4.2% (descida sustentada?)
  • Saldo primário : + 192M€; (muito bom, tornou-se positivo!)
  • Juros : + 1.339M€ ; +22.8% (uma variação que aumentou...)
Deixo um gráfico em que traço uma soma móvel de 12 meses:



Os impostos IRS, IRC e IVA continuam a responder por grande parte da melhoria no saldo primário.


Por curiosidade, os juros CoCo bonds renderam 23.6M€ este ano, até final de abril.

A receita (total) já cobre a despesa (corrente primária) !! Os juros é que ainda lá estão a fazer mossa...

Até breve!

Deixo uma sugestão de leitura. Alguém mo oferece?

The Snowball: Warren Buffett and the Business of Life

Dívida Pública Portuguesa - ABR/2014

Dívida Pública Portuguesa total (Abr/2014) : 215.169.782.162


A dívida teve a seguinte variação média diária nos períodos indicados: 

2014 : + 41.039.617€ (últimos 12 meses terminados em Abr/2014)
2013 : + 26.667.217€
2012 : + 53.616.271€
2011 : + 63.331.160€
2010 : + 52.132.112€

2009 : + 39.133.457€

Este mês a dívida aumentou quase  3.000M€.

A subscrição de certificados de aforro e poupança mais continua a bom ritmo. Nos últimos 12 meses, foram responsáveis por cerca de 15% do aumento da dívida, o que significa que uma parte substancial da dívida é poupança interna.

Do relatório estatístico do Banco de Portugal : a dívida líquida de depósitos, nos últimos 12 meses terminados em Mar/2014, aumentou 19.616.438€ por dia.

Significa que, por dia nos últimos 12 meses, o Estado guardou 15.167.697€ da dívida que tomou. Muito dinheiro, imagino que conjugado de dois fatores: reforço da almofada financeira e retenções de IRS que ainda não estão pagas e, aliás, estou com prazo de devolução superior ao habitual

Até breve!

terça-feira, 29 de Abril de 2014

Dívida Pública Portuguesa - MAR/2014

Dívida Pública Portuguesa total (Mar/2014) : 212.323.491.343


A dívida teve a seguinte variação média diária nos períodos indicados: 

2014 : + 34.783.697€ (últimos 12 meses terminados em Mar/2014)
2013 : + 26.667.217€
2012 : + 53.616.271€
2011 : + 63.331.160€
2010 : + 52.132.112€

2009 : + 39.133.457€

Continua o desaceleramento do crescimento da dívida. 

Este mês a dívida diminuiu 34M€.

quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Execução orçamental - MAR/2014

O Boletim de Execução Orçamental saiu há pouco.

Continuo com os dados de uma soma móvel de 12 meses, para atenuar fatores extraordinários que possam desvirtuar um pouco dados mês-a-mês.

Neste sentido, apresento alguns dos números que considero relevantes, relativamente aos últimos 12 meses terminados em MAR2014 comparados com os dos últimos 12 meses terminados em MAR2013:
  • Receita fiscal :  +4.149M€ ; + 12.8%  (destaque para o IRS, que sofreu um aumento colossal, mas menos pronunciado que no post com os dados do mês anterior..)
  • Despesa corrente primária : - 1.342M€ ; -3.0% (parece continuar a querer baixar...)
  • Saldo primário : - 209M€; -92% (muito bom, analisado isoladamente!)
  • Juros : + 975M€ ; +15.8% (uma variação que aumentou...)
Deixo um gráfico em que traço uma soma móvel de 12 meses:



Os impostos IRS, IRC e IVA continuam a responder por grande parte da melhoria no saldo primário.

A receita (total) já quase cobre a despesa (corrente primária) e são os juros, neste momento, os responsáveis pelo défice.

Por curiosidade, os juros CoCo bonds renderam 21.1M€ este ano, até final de março.

Até breve!

Deixo uma sugestão de leitura: (podem oferecer-me, se quiserem)

The Snowball: Warren Buffett and the Business of Life

segunda-feira, 7 de Abril de 2014

quarta-feira, 2 de Abril de 2014

INE população/emprego - fim de 2013

O INE também diviulga dados que podiam aparecer nos telejornais.
São estatísticas, presumo que obtidas por amostragem, e por isso sujeitas a erro.

De qualquer modo, de acordo com o INE, no final de 2013 relativamente ao final de 2012, houve as seguintes variações nestes itens:

População Total : - 116.700
População Ativa : - 66.800
População Empregada : + 29.700
População Desempregada : -96.600
PopEmpregada/PopAtiva : 84.7% ( + 1.6 p.p. )
PopDesempregada/PopAtiva : 15.3% ( - 1.6 p.p. )

O declínio da população é evidente, mas a nível do emprego parece haver uma inversão.